SEGUIDORES

quarta-feira, 3 de janeiro de 2018

Pingo de chuva



Cada pingo de chuva é uma nota musical que me traz segredos de ti.

deixo que escorra nos sulcos das minhas mãos,
até se solidificarem nos cristais das palavras
que me trazem o teu nome.

deixo que permaneça mudo
como frutos caídos de outono,
despedindo-se da vida,

à espera de um rebanho de larvas.

deixo que flutue na pele silenciosa deste lago
onde as folhas caídas
são penas que contornam seixos noturnos,
no deserto de penedos nus.

e cada pingo de chuva
é um cristal teu, suspenso na noite
mais clara que o breu.

Manuela Barroso, in "Eu Poético"




14 comentários:

Maria Rodrigues disse...

Gosto de sentir a chuva miudinha.
Um poema simplesmente maravilhoso.
Desejo-lhe um Ano maravilhoso pleno de tudo de bom.
Beijinhos
Maria de
Divagar Sobre Tudo um Pouco

Reflexos Espelhando Espalhando Amig disse...

Que linda postagem.
Encantada aguardo sua
visita no
Espelhando.
Bjins
CatiahoAlc.

silvioafonso disse...

.

Como ninguém ainda apareceu
para, de pé, aplaudir essa
maravilha?
-Mais clara que o breu é
fantástico. Os versos, a
poesia intrínseca, dignos
de Pessoa em Portugal e
Drummond
no Brasil. Cabe os
louros do Óscar.

Beijos, querida e bom ano novo.

silvioafonso



.

Mar Arável disse...

Noites claras
Bom ano
Bj

Manuel Veiga disse...

maravilha! vibração de cristal puro...
e um "breu" que arde (e ilumina) em tamanha devoção

chapeau, minha amiga

caloroso e fraterno abraço, Manuela

Graça Pires disse...

Magnífico, Manuela! Como se a noite e a chuva iluminassem todas as palavras do poema.
Um grande beijo, Amiga.

Suzete Brainer disse...

Poema belíssimo, numa expressividade
(rara) de obra de arte, no encantatório
das palavras a ecoar nesta construção
imagética única:
"e cada pingo de chuva
é um cristal teu, suspenso na noite
mais clara que o breu."
Adoro a sua poesia, querida Manuela.
Votos de uma semana luminosa!
Beijinhos.

Majo Dutra disse...

Um texto poético muito expressivo e elegante, porém,
quanta tristeza gélida, quanta solidão e nostalgia!~
A última antítese está magistral.

Boa semana, estimada Manuela.
--- Grande abraço ~~~

Maria Rodrigues disse...

Manuela, passei para desejar uma boa semana
Beijinhos
Maria de
Divagar Sobre Tudo um Pouco

Rui Pires - Olhar d'Ouro disse...

Hoje por aqui são muitos os pingos de chuva...
Bonito poema!
Bjs

Olhar d'Ouro - bLoG
Olhar d'Ouro - fAcEbOOk

Odete Ferreira disse...

Quando escuro da perda é tão claro da presença e quando se canta assim a intensidade do sentimento, estamos perante a beleza estética e o dom da poeta na manipulação da palavra!
Que mais? Parabéns!
Bjinho, Maquela

Acordar Sonhando . SOL da Esteva disse...

A chuva e a noite são associados nas tristezas e mágoas de Amor.
Poema precioso. Parabéns, Manuela.

Beijo
SOL

Teresa Almeida disse...

Estes pingos de chuva foram festa em teu coração poético. Através deles se soltaram sentimentos e emoções. Mesmo a tristeza é musical.

Beijinhos, amiga.

Ana Freire disse...

Um poema maravilhoso, de uma delicadeza e encanto cativantes, após o início da sua leitura...
Para se apreciar até ao fim... sem desperdiçar uma gota de talento...
Brilhante trabalho, como sempre, Manuela! Parabéns!
Beijinhos
Ana