SEGUIDORES

sábado, 13 de julho de 2013

O vento







...............

O vento fala com as folhas das nuvens na sombra
da saudade

Páras a cada esvoaçar de tílias no chilreio dos pardais
dançando nos telhados quentes dos beirais

Que importa a visita pendurada da aranha na folha branca
das tuas palavras?
São patas batendo à porta de cada sílaba na vida de
cada pedra
No coração de cada folha cantam outras teias de
flores acordando tintas de madrugadas.

Descobre a transparência em cada erva,
flor selvagem
melro bravio
em serena vadiagem
Soletra os tropeços nas arestas do vale
e nas margens do regato
ouve
o teu sangue na vida que és
e quanto ela vale

Prende-a nos olhos do espelho de ti próprio
penetra no vale
tateia a beleza que foge nas tuas horas de ócio

Mergulha na calma do pó
sê tudo
sê nada

Sê tu
Só!

 
Manuela Barroso in "Eu Poético"
 

32 comentários:

Lúcia Bezerra de Paiva disse...

Vim saborear as suas serenas palavras em poesia. Meu final de semana já está "ganho", pela beleza que levo comigo, deste ANJO AZUL..ao vento.
Beijo, Manu

Nilson Barcelli disse...

Estou sem palavras para comentar o teu poema.
Direi apenas que é excelente.
Ler-te é ter a certeza de dar por bem empregue o tempo que se passa a olhar as tuas palavras.
Manuela, querida amiga, tem um bom fim de semana.
Beijinhos.

José María Souza Costa disse...

CONVITE
Passei por aqui lendo, e, em visita ao seu blog.
Eu também tenho um, só que muito simples.
Estou lhe convidando a visitar-me, e, se possível seguirmos juntos por eles, e, com eles. Sempre gostei de escrever, expor as minhas idéias e compartilhar com as pessoas, independente da classe Social, do Credo Religioso, da Opção Sexual, ou, da Etnia.
Para mim, o que vai interessar é o nosso intercâmbio de idéias, e, de pensamentos.
Estou lá, no meu Espaço Simplório, esperando por você.
E, eu, já estou Seguindo o seu blog.
Força, Paz, Amizade e Alegria
Para você, um abraço do Brasil.
www.josemariacosta.com


Maria Emilia Moreira disse...

Boa noite Manuela!
Apesar de cansada e com uma constipação que me afectou a garganta, não posso deixar de comentar mais um poema que é música para os meus ouvidos e mel para o meu coração tão conturbado. Aqui encontro uma paz e uma beleza difíceis de explicar. Um terno abraço amiga.
M. Emília

Gracita disse...

Olá comdrinha!
Vim me embebedar deste saboroso cálice poético. Primoroso e belo são as palavras que me ocorrem para enaltecer este teu poema magistral. Saio de alma renovada com tua magnífica inspiração.
Um super ebijo e boa semana comadre querida.
Gracita

Fernando Santos (Chana) disse...

Acredita que vale a pena viver, e a tua convicção ajudará a criar esse facto.
~William James
Cumprimentos

Toninho disse...

Ainda ouço o canto do pardais de muitos anos atrás,quando menino ainda buscava pelas andorinhas.
Lindíssimo amiga.
De pé para os aplausos.
Você voa muito alto,parabéns.
Meu carinhoso abraço com admiração.

Zilani Célia disse...

OI MANOELA!
VIR AQUI É DELEITAR-SE COM A BELEZA DE TEUS VERSOS...
ABRÇS

http://zilanicelia.blogspot.com.br/

Pérola disse...

Sê tu!

Uma simples e tão complexa frase.

beijo

Menina Marota disse...

Do indizível da alma, do eu e do tu, que são ambos estrelas no universo, da palavra e dos sentidos, um poema que apela à descoberta de sentimentos, no tempo e no vento.
Gostei muito!

Um grande abraço

SOL da Esteva disse...

Querida Amiga

O sussurro do vento diz(-te):
"[Mergulha na calma do pó
sê tudo
sê nada

Sê tu
Só!"

Porque existirão desejos de mais?...
Sublime!



Beijos



SOL

Beatriz Bragança disse...

Querida Manelinha
Imagem belíssima e o poema é indescritível.Parece que,de cada vez que publicas um,te superas.
Os «milagres»que o vento pode fazer...
Achei mesmo romântico!
Continuação de uma boa semana,mas com calma.Não podes trabalhar tanto!Poupa-te,minha querida.
Beijinhos da
Beatriz

✿ chica disse...

Encantadora tua poesia! Tens ela em ti! Lindo! Bjs.praianos,chica

tecas disse...

O que dizer quando as palavras nos ultrapassam pela sua beleza, querida Manelinha? De sublime ( o melro) às maravilhosas andorinhas que nos levam á infância, tudo é pleno nesta excelente poesia.
Não gostei...ADOREI!
Já estava com saudades de visitar o seu delicioso blog.
Beijinhos e uma flor colorida de amizade.

XicoAlmeida disse...

Tambem me prendo no olhar de minha avo.
Foto unica que a Paula teve a malvadez de postar.
Tipo desabaso. Mexeu comigo.
Tivera o seu dom de poesia sentida e isso sinto, para ela diria quanto a amei e amo.
Gente dura pela vida e coracao tao lindo.
Desculpe amiga, a ousadia.
Um beijo.

Gracita disse...

Boa tarde minha querida comadre!
Passando para abraçá-la neste especial e dizer...
A verdadeira amizade deixa marcas positivas que o tempo jamais poderá apagar. Um FELIZ DIA DO AMIGO. Desejo que a felicidade venha em profusão para alegrar o teu sábado.
Beijos com carinho e minha sincera amizade
Gracita

Smareis disse...

Olá Manuzinha,minha querida amiga!

Sempre que leio seus textos sinto que a alma cá dentro se acalma se encanta com todas as palavras... Só posso dizer escreveu lindamente esse vento.Maravilhoso!
Não poderia deixar de passar aqui pra trazer flores nesse dia que se comemora o Dia do Amigo. Então!!! Brindamos nossa amizade!
Feliz Dia do Amigo!

Deixo um grande beijo em teu coração e desejo de um ótimo fim de semana.
Deixo flores na saída!

rosa-branca disse...

Olá amiga, fiquei embriagada. Li, bebi, saboreei e amei tão belo vinho.
Beijos com carinho

Nilson Barcelli disse...

Foi bom reler o teu poema.
Porque está cheio de excelentes imagens poéticas.
Manuela, querida amiga, tem um bom resto de domingo e uma semana ainda melhor.
Beijinhos.

lis disse...

Oi Manu
Passando na madrugada e deixando meu abraço e carinho.
Quero muito voar com o vento e passear contigo nas 'horas do ócio'_é exatamente isso que venho buscar para tentar acompanhar teu voo,
tenha uma linda semana ,ok?

LUZ disse...

Olá, querida amiga Manuela Barroso!

E que vento!
Ventania com harmonia das suas palavras, que têm cheiro e gosto a coisas que ainda não degustei.

Cada dia, vou provando uma especialidade sua, literária ou não, porque consegue chamar a si todos os sabores e dar-lhes ordens, sentido, vida e apreço.

BENDITO SEJA DEUS!

Feliz tarde, com o vento da sua perturbante inspiração.

Um beijinho, com muita luz.

Mar Arável disse...

Pelo sonho é que vamos
Bj

Sissym Mascarenhas disse...

Que encanto!

Li, Manuela, duas vezes.
Tanta delicadeza.
Há uma narrativa que faz imaginar cada frase. Eu senti o vento bailando neste poema.

Beijos

✿ chica disse...

Voltei pra agradecer o carinho em acompanhar as férias e tudo que escrevi! bjs praianos, quaaaaaaaaaaaaaaaase acabando e voltando a ser simplesmente beijos! chica

Olinda Melo disse...


Quanta beleza! Uma magia imensa perpassa em cada uma das suas palavras.

Parabéns!

Bj

Olinda

Sonhadora (RosaMaria) disse...

Minha querida Manuela

Que dizer deste vendaval de palavras com que pintaste uma tela que nem o tempo vai apagar.
Ler-te é uma viagem que não tem fim, dá vontade de ficar sentindo cada palavra.

Um beijinho com carinho
Sonhadora

Mafalda Sofia Antunes disse...

Muito lindo e maravilhoso o teu poema linda e carinhosa Manuela,desejo para ti tudo de bom,fica com deus!! http://pontodecruzdamafalda.blogspot.pt

Poesia Portuguesa disse...

Olá, minha querida!

"roubei-lhe" um poema e está lá para ser lido e admirado.

Um grande abraço

Maria Emilia Moreira disse...

Boa tarde Manuela!
E de novo aqui para dar os parabéns pela actividade poética.
A todos, organizadores e participantes, desejo felicidade e êxito!
Um abraço .
M.Emília

ॐ Shirley ॐ disse...

Versos lindos, poema maravilhoso, Manuela. Beijos!!!

Luiz Carlos OCAVALEIRO NEGRO disse...

Olá amiga blogueira, Como foi seu final de semana? espero que com as bençãos de Deus tenha sido tranguilo. è uma honra estar aqui. Um pensamento: Quando,paramos de aprender e de progredir,começamos a morrer lentamente. Por isso agradeço ter esse seu cantinho onde sempre aprendo com vc e seus visitantes. Tenha uma semana de prosperidade.Um abraço carinhoso do (oCN) o cavaleiro negro.

Andre Mansim disse...

Manuela... Que linda poema.
Você fala de sentimentos e da natureza misturando tudo numa linda receitinha de bons momentos de leitura.
Tem que ter o dom das letras, para escrever um poema desses.
Belo demais!