SEGUIDORES

domingo, 2 de julho de 2017

Neste Canto...


Neste canto aconchego o meu sossego.
Não me despertes da luz que circunda o
meu sopro.
Não interrompas o meu sono.
Na metáfora dos meus olhos, tudo vejo
e sinto e quero, enquanto a vida
se passeia sob a minha pele como 
é seu desejo.
Se for tarde, que arrefeça sua pressa
.
Neste momento
quero o equilíbrio do tempo nesta calma
que busco sempre em movimento.


Manuela Barroso

Julho, 2017