SEGUIDORES

segunda-feira, 4 de maio de 2015

Não esqueças




(Gerês)

Não esqueças nunca
ao debruçar-te no mar que és parte do sargaço
abandonado na areia
um fragmento do Espaço

E quando vagueares pelas searas
das estrelas que o céu tem
também elas são de ti, fazes parte do Infinito
são um cristal também

Não esqueças  nunca
que és cristal em harmonia
em eterno movimento
em contínua  mutação
composta no teu silêncio.

Neste ritmo em consonância com a música do Universo
somos cristais tão perfeitos neste declive de sombras
sendo todos um só verso

MBarroso  e TGonçalves
in” Laços”- Dueto, Edições Versbrava

7 comentários:

ツ ✽ ღ Nancy ღ ✽ ツ disse...

(^‿^)✿

Que c'est beau ! J'adore ! ❤️

MERCI chère Manuela pour ce superbe partage !

Je t'embrasse bien fort ! Bonne continuation !

Maria Alice Cerqueira disse...

Boa noite amiga!
Não esqueças nunca que a pesar de meu silencio eu não me esqueci de ti.
Meu abraço amigo
saudades
Maria Alice

Olinda Melo disse...


Nós, como parte do Universo aqui descritos em versos sublimes. Gostei de viajar por aqui, estrela brilhante, um cristal em movimento, ao som da bela música tocada por dois anjos, os autores. :)

Bjs

Olinda

Francisco Manuel Carrajola Oliveira disse...

Um belo poema.
Um abraço e um bom fim de semana.

Maria Rodrigues disse...

Simplesmente maravilhoso.
Beijinhos
Maria

Carmem Grinheiro disse...

Olá, Manuela.
Tão bonito saber que:
"E quando vagueares pelas searas
das estrelas que o céu tem
também elas são de ti".

bj amg

Rui - Olhar d'Ouro disse...

Lindo!!!