SEGUIDORES

domingo, 14 de dezembro de 2014

Num dia de Inverno


 

 
O rosto do sol refletia-se no imenso oceano de luz, liquefeita na espuma das ondas rebeldes.
Tentava pousar o pensamento, aquietando-me nesta varanda donde tudo se expandia: terra e mar, deleite e beleza, serenidade e meditação.
Contudo, algo perturbava esta paz que queria desesperadamente agarrar como se fosse o único momento de deleite da vida, nestes minutos que o sol aquecia.
Queria agarrar todas as palavras que devolvessem a minha incapacidade de comunicar toda a paixão e envolvência. Uma espécie de luta entre o Eu e o pensamento, entre o espírito e a fragilidade humana, de um cérebro pequeno demais para tão grande exacerbação.
Parava e olhava o limite do horizonte, o fulgor deste prateado aquoso e a alegria sorridente do meu sol.
E a cortina longa pendurada no vento, dançava com a música dos meus olhos e o ritmo surdo, ruidoso e atrevido das ondas longas e gigantes do mar da Ericeira
Mais um olhar e perdia-me neste vai-e-vem deliciosamente inquietante, donde me ausentava e perdia por segundos como se fosse uma miragem.
Deixei o sol, a caminho dos subúrbios do poente, enquanto a vidraça aquecia a mão fria do inverno.
Eu, fechei os meus dedos, apertando as palavras, onde também batia o coração.
Nele sentia agora também a repercussão das cintilações e do bailado do Universo.
 
Manuela Barroso
     Dez. 2014

 

10 comentários:

SOL da Esteva disse...

Notável reflexão do sentir, num dia de Inverno. Imagem perfeita para acentuar o vigor da Mensagem.
...É! O mar da Ericeira marca os encantos dos ocasos.


Beijos


SOL

Smareis disse...

Manuela, essa imagem casou divinamente com seu texto.
Fiquei maravilhada com a forma que descreveu esse dia de inverno... Viajei nas suas palavras como que se estivesse diante dessa varanda observando esse horizonte, me senti tão pequena diante dessa vastidão que é o universo. Só o Criador pra nos presentear com tanta beleza .

Vou fazer uma pausa no meu blog por alguns dias...
Que você tenha um Natal com alegria, felicidade, e que as esperanças se concretizem.
Feliz Natal e um Ano Novo repleto de realizações!
São os meus sinceros votos para você e toda a sua família.
Grandes beijos minha querida!
Sentirei saudades!!

Magia da Inês disse...

·.✿✿ミ Belíssimo!!!
A natureza poeticamente entrelaçada com os sentimentos!...

╭✿╯Bom domingo! Boa semana!
╰✿╮Beijinhos do Brasil.° ·.

Elvira Carvalho disse...

Que texto tão bonito. Poesia pura.
Um abraço e uma boa semana

ツ ✽ ღ Nancy ღ ✽ ツ disse...

(^‿^)✿

Coucou chère Manuela ! :o)

Je te remercie pour ce beau partage !

GROS BISOUS vers toi et bonne continuation !!!!

Teresa Almeida disse...

As palavras num bailado universal!
Só pode ser poesia!
Magnífico, amiga!
Beijinho.

Nilson Barcelli disse...

Todo esse ambiente me fascina e não ando bem se não tiver água por perto... seja de mar ou de rio...
Gostei da tua reflexão à beira-mar pensada...
Tem um bom resto de semana, querida amiga Manuela.
E um FELIZ NATAL.
Beijo.

Olinda Melo disse...


Cara Manuela
Também eu me deixei ir nessa viagem, nesse quase confronto entre o eu e a imensidão de tudo o que nos rodeia. Fê-lo tão bem que me senti como fazendo parte desse momento.

Desejo-lhe um Natal Feliz.

Beijos

Olinda

. intemporal . disse...

.

.

. um momento em demanda da introspecção . um momento a.penas . a acalentar a frieza dos dias .

.

. a Sua escrita permanece perene .

.

. desejo.Lhe festas felizes .

.

. e deixo um beijo .

.

.

Gracita disse...

Querida Manuela
Deixei-me envolver neste exímio sentir onde a linha do horizonte vem banhar-se no mar emoldurada pelos últimos raios do sol poente.
Amiga querida desejo que as luzes que iluminam o pinheirinho de natal para receber o amado Menino Jesus iluminem a sua trajetória em 2015 para que você realize todos os seus projetos. Desejo que o natal transcorra na maior alegria em companhia de todos os seus familiares
Beijos e carinhos meus.

Ps o novo template ficou lindo aqui. Parabéns amada amiga