SEGUIDORES

domingo, 29 de junho de 2014

Repousa....Respira


Respira a alegria de te encontrares
no espelho de cada sorriso teu

As portas abrem-se em cada aurora
em alucinações de luz
Perscruta o silêncio que nasce em cada raio
que se expande no céu,
também pedaço do teu eu

E amanhece despertando os teus sentidos
no turbilhão de cores
com a voz do orvalho, em uníssono

Aperta-te como menino de ti

E não cresças ainda, por momentos... 
deixa passar o vento de cada dia
acorda depois do abraço
e num momento
ouviras a tarde já brisa
numa outra e nova melodia

                                                              

Manuela Barroso, "EU Poético VI"
Imagem: alan ayers

17 comentários:

Pérola disse...

Como se esse respirar de si próprio fosse caminho de crescimento.

Que as portas se atapetem de ventos com a mudança a segurá-los.

Beijo

Bob Bushell disse...

Manuela, that is a magnificent poem, I love love love it.

Maria Emilia Moreira disse...

Manuela, vir aqui é encontrar em cada palavra o perfume das flores, em cada verso uma janela aberta para um céu azul onde me deixo flutuar...
Que serenidade e que beleza!!!
Um xi-coração cheio de amizade e admiração. (rima e é verdade!)
Até sempre.

AC disse...

Manuela,
O fascínio da vida, na sua aparente simplicidade, requer sabedoria. E ela respira-se por aqui.

Beijo :)

Fernando Santos (Chana) disse...

Belo poema...Espectacular....
Cumprimentos

Rui - Olhar d'Ouro disse...

Saudades de passar por cá... mas não sei tbm o que se passa, é que aliado à falta de tempo com que andei, o blogger não me faz a atualização do seu blog na minha página...

Em tudo mais, as palavras estão cá, não preciso acrescentar mais... Excelente!

Nilson Barcelli disse...

Um poema repleto de bons conselhos.
E com o "carimbo" da tua excelência.
Bom resto de semana, querida amiga Manuela.
Beijo.

✿ chica disse...

Que maravilhosa inspiração,Manuela!!Beleza! beijos,tudo de bom,chica

Emília Pinto disse...

E como é bom de vez em quando parar...fechar os olhos e levar o pensamento lá atrás a outro eu que já fomos; por algum tempo deixar de crescer....respirar a alegria daqueles sorrisos, de " cada aurora..de cada raio de sol...de cada vento...de cada orvalho" enfim...as alegrias, as tristezas, os erros, os acertos de outros tempos que nunca devem saír de nossa mente; a cada amanhecer as portas se foram abrindo, novos ventos sopraram, novos raios de sol apareceram, novas auroras, novos orvalhos e aqui está um outro eu construido desse que não pode deixar de cresce e de seguir o caminho que a vida traçou para ele, sempre, a cada dia com uma "outra e nova melodia".
Há que parar...repousar...respirar fundo e, renovados, seguir em frente.
Fiz isso agora, querida amiga; viajei, para trás e para a frente também. Beijinhos e obrigada.
Emília

SOL da Esteva disse...

Mandamentos para ser feliz.
Não cresças!...
Soberbo, Amiga.


Beijos


SOL

Evanir disse...

Madrinha Querida..
A minha ausência foi devido a meu estado de saúde no auge pior da situação estou contando com o carinho e amor da Dinda Gracita.
No decorrer desse ano ela já esteve na minha casa 4 vezes e se encontra aqui a 15 dia dia 8 infelizmente
ela terá que voltar começa as aulas.
Devido a Copa do Mundo as ferias
esse ano foi diferente do normal.
Madrinha:a Dinda Gracita enviou a vc um email colocando vc a par da minha situação ,
mais ela e eu pensamos que não recebeu .
Porque a Snra: nunca deixou de dar atenção .
È sempre de saudades que estou vivendo amada além de mim estou com uma filha com um problema grave infelizmente.
Que Jesus te abençoe sempre obrigada pelo carinho sua afilha e amiga..Evanir.

Maria Rodrigues disse...

Lindissimo poema.
Que o vento passe suave e nos deixe os momentos mágicos e belos da infância.
Beijinhos
Maria

Zilani Célia disse...

OI MANUELA!
RESPIRANDO EM TUA PALAVRAS POÉTICAS.
LINDO DEMAIS AMIGA.
ABRÇS
http://zilanicelia.blogspot.com.br/

Nilson Barcelli disse...

Reli com agrado este teu maravilhoso poema.
Bom resto de semana.
Beijo, querida amiga Manuela.

Evanir disse...

Depois de algum tempo uma tentativa de voltar
para agradecer seu carinho e comentário.
Quero muito ficar bem e voltar a ser aquilo que sempre fui
com minhas amizades.
Minha luta tem sido grande ,
mais tenho certeza não estou sozinha.
Um beijo meu carinho e minha saudade.
Sua amizade me faz feliz..
Evanir.

Célia Lima disse...

Boa tarde!
Vi seu blog no blog da Rosélia...Amei tanto o poema que cliquei no link que lá esta para conhecer o seu espaço. E amei o que vi e li.
Tanto é que já a estou seguindo.
Também deixo o esse link http://ostra-da-poesia.blogspot.com.br para te convidar a nona pena de ouro.
Gostaria muito de poder contar com vc pois amei seus poemas espiritual e é do que o mundo esta carente.
Bjss e até sempre.

Roselia Bezerra disse...

Olá, querida Manuela
Hoje foi um dia de paz pois o seu poema tão digno preencheu o meu dia de um tom mais dedicado ao Senhor...
Obrigada por participar lá no Cantinho Espiritual do Leitor:

http://www.idade-espiritual.com.br/2014/07/cantinho-espiritual-do-leitor-manuela.html?showComment=1405028113596#c1314896281885534417

Vc emana ternura no poetar... parabéns!!!
Bjm fraterno de paz e bem