SEGUIDORES

domingo, 23 de fevereiro de 2014

Ainda permanece ali



Ainda permanece ali aquele corpo desnudado
no abandono do frio
a seiva foi morrer nas entranhas da terra e deixou-te
numa aparente inércia
sem portas
para me acolher quando eu regressar
não choras porque as nuvens choram por ti
nas lágrimas doces da chuva
não danças com o vento
que te despiu
despojando-te dos brincos da tua graça
mas
deixas tecer-te de bordados de musgo e líquenes
que te abraçam
nos anoiteceres solitários
não soluças
porque é desmedida a aceitação do teu destino
pregada ao chão
és a estátua viva
onde nada interrompe o sorriso
que cinzela a tua escultura
e não perdes a memória dos teus anéis
que se escrevem
no teu corpo
mais belo e assombroso
em cada relâmpago de tempo
és o desafio
na demolição da idade
quanto mais te abandonas
e moldas
aos caprichos da Natureza
mais confundes a noção de eternidade

Manuela Barroso
Imagens: Net



 pregada ao chão
 és a estátua viva
 onde nada interrompe o sorriso
 que cinzela a tua escultura
a seiva foi morrer nas entranhas da terra e deixou-te
numa aparente inércia
sem portas
para me acolher quando eu regressar
                                                                  

quanto mais te abandonas
e moldas
aos caprichos da Natureza
mais confundes a noção de eternidade

26 comentários:

Maria Rodrigues disse...

Uma permanência que nos leva em plena divagação pelo misticismo e beleza que envolve a natureza.
Belissimo poema, maravilhosas fotografias.
beijinhos
Maria

Joaninha Musical disse...

As imagens e as fotografias são super perfeitas!! Adorei a tua postagem!! Tudo de bom para ti!! Muitos beijinhos,fica com deus e até breve!! http://musiquinhasdajoaninha.blogspot.pt

ღ ✽ ღ Nancy ღ ✽ ღ disse...

✿•̃‿•̃✿

Merci pour ce magnifique poème chère Manuela !!!! ❤ C'est fantastique et j'aime beaucoup ce que tu écris !!!
Bon début de semaine !
Je t'embrasse FORT !!!

Emília Pinto e Hermínia Lopes disse...

E a natureza na sua perfeita criação deu " àquele corpo a seiva da vida;colocou-o num caminho bordado de " musgos e liquens " onde se misturam " lágrimas doces de chuva...danças frenéticas de " ventos raivosos em anoiteceres solitários " ; abraços...soluços...sorrisos se escrevem nesse corpo, mas...nele grava-se o seu destino também; um destino certo...escrito...irreversível;a seiva vai " morrer nas entranhas da terra "; a porta fecha-se...janela alguma se abrirá e o corpo ali permanecerá " desnudado no abandono do frio...sem choro...sem dança...sem sorrisos...sem abraços; INERTE, aparentemente.
Um ciclo perfeito da natureza...um ciclo da vida " belo e assombroso ", mas...demolidor. Este é o nosso " desafio ".
Perante esta maravilha, não há palavras, Manuela, mas há sempre a possibilidade de um desabafo de uma alma; este foi o meu!
Beijinhos, querida amiga e desejo-te uma boa semana
Emília

Toninho disse...

A estátua viva onde anda interrompe o seu sorriso... isto ficou muito lindo e profundo no além da inércia.
Maravilhosas ilustrações em sintonia.
Aplausos Manuela.

Uma linda e abençoada semana amiga.
Meu carinhoso abraço e admiração.
Bju de paz e luz.

Malu Silva disse...

Manuela,

Hoje venho lhe fazer um convite! Estou escrevendo em outro espaço com mais amigos, pois o Infinito Particular desapareceu sem que eu consiga achá-lo.
Já fiz de tudo, mas como não consegui resolvi blogar em outra página onde fui muito bem recebida.
O blog é de excelente qualidade e muito bom gosto e sou autora por lá e posto regularmente. Se desejar visitar-me ficarei muito feliz e se quiser nos acompanhar será uma honra.
Lindo dia e um enorme abraço!!!

http://refugio-origens.blogspot.com

Pérola disse...

A natureza quase confunde com a vida humana em comparações adivinhadas.

Ali permanece...mas transformar-se-á, na certa.


beijinhos

Bob Bushell disse...

The picture are superb, but the poem is the work of a genius. Excellent Manuela.

Anne Lieri disse...

Manuela,simplesmente perfeita sua poesia! A natureza que nos fascina em belos versos e imagens! bjs,

Eloah disse...

Manu fiquei encantada com a beleza do texto poético, parte natureza, parte sentimento.Tens o dom maravilhoso de olhar, amar e descrever a natureza em toda a sua exuberância.As imagens lindas me levaram a sonhar o mesmo sonho.
Parabéns querida amiga.
Muitas flores para enfeitar tua vida.Bjs Eloah

SOL da Esteva disse...

Um Comentário, é pouco. Um elogio, insuficiente.
Acredito mais no"[...] quanto mais te abandonas
e moldas
aos caprichos da Natureza
mais confundes a noção de eternidade [...]".
Belo.Mágico.


Beijos



SOL

✿ chica disse...

A natureza tão bem retratada aqui.Linda poesia, palavras muito bem colocadas! beijos,chica

Olinda Melo disse...


Esculturas, estátuas, formas perenes que nos induzem a noção de eternidade, nas formas quase humanas que a natureza assume.

Uma envolvência de encantamento que traz até nós o perfil do infinito.

Beijos

Olinda

Armando Sena disse...

Fantástica descrição de poder, posse e sensualidade num ritmo avassalador.
Uma sequência de bem escrever.
Parabéns Manuela

ॐ Shirley ॐ disse...

Manuela, versos lindos e belas paisagens. A Natureza é o pseudônimo de Deus.
Beijos!

ღ ✽ ღ Nancy ღ ✽ ღ disse...

✿•̃‿•̃✿

Un petit bonjour dominical chez toi Manuela
GROS BISOUS d'Asie
et bon dimanche !

SANTA CRUZ disse...

Manuela Lindíssimo mesmo tanto os versos como as belas imagens.
Beijos
Santa Cruz

Rui - Olhar d'Ouro disse...

Imagens excelentes com uma muito boa relação com um maravilhoso poema!
Boa semana!

Sonhadora (RosaMaria) disse...

Minha querida Manuela

Só tu com a tua alma sensível para conseguires descrever com tanta beleza a natureza no seu estado mais puro.
Simplesmente sublime.

Um beijinho com carinho
Sonhadora

AC disse...

Um olhar profundo, tecido em natural melodia...
Gostei muito, Manuela!

Beijo :)

Maria Emilia Moreira disse...

OLá minha cara Manuela!
Depois de uma longa ausência venho fazer algumas visitas mas com bastantes restrições. Não podia deixar de vir aqui maravilhar-me com a poesia tão inspirada e que me faz sonhar. As imagens são um complemento perfeito para versos tão delicados. Deixo o meu abraço amigo de parabéns.

Luma Rosa disse...

Oi, Manuela!
Somos todos seres que deviam se moldar à natureza conforme ela pede. No entanto, o homem consegue sentir-se alheio a toda essa transformação e com olhar distante, apenas admirar tal transformação.
Fotos e texto primorosos!! :) Como diz você: A.do.rei!
Beijus,

Lídia Borges disse...


Imagens intensas, comoventes, tanto as icónicas como as d'escritas.

Um beijo

Gracita disse...

uauuuuuu comadre
Que poema soberbo e as imagens... perfeitas. Linda poetisa tu és grande e soberba em tuas construções plenas de magia e poesia

Parabéns Mulher!
Por tua força com a qual enfrenta os problemas cotidianos sem perder a serenidade
Parabéns Mulher!
Por tua capacidade de ser doce mesmo enfrentando as duras lutas da tua caminhada
Parabéns Mulher!
Por tua disponibilidade em se doar ao próximo sem cobranças
Parabéns Mulher!
Por tua eficiência ao realizar com competência tua dupla jornada
Parabéns Mulher!
Pela sagacidade e perspicácia do teu olhar ao descobrir que os entes amados
não estão bem e oferecer o teu colo e o teu afago.
Parabéns Mulher!
Pela sua generosidade em entregar-se ao sentimentos de solidariedade e amor
Parabéns Mulher!
Por tua competência e profissionalismo
Parabéns Mulher!
Por cativares a todos que de ti se aproximam
Parabéns Mulher!
Por ser maravilhosamente MULHER.

Um "Feliz Dia da Mulher"

Gracita

Ronilda David Loubah Sofia disse...

"(...) e não perdes a memória dos teus anéis
que se escrevem
no teu corpo
mais belo e assombroso
em cada relâmpago de tempo
és o desafio (...)"

Belo,suave e marcante.

Grata por teu carinho no Refúgio Manuela.

Em Ti meu abraço,desejo-te desde
já uma nova semana abençoada

Beatriz Bragança disse...

Querida Manu
A tua poesia parece ter sido feita em consonância com os requintes da Natureza.
Uma real homenagem à árvore que sempre morre «de pé». Que se molda ao local onde está presa, à linha de água mais próxima, à procura do sol.Que bem sabe aproveitar todo o auxílio do que a rodeia.
Fruto do Criacionismo, se fosse um humano, diríamos que a chave da sua felicidade era a sua mente. Assim, sabemos que cumpre a missão que lhe foi confiada.
Muitos parabéns.O teu poder de observação e a tua sensibilidade são ilimitados.
Beijinhos
Beatriz