SEGUIDORES

sexta-feira, 1 de junho de 2012

O cisne



O cisne vestido de branco
De asas soltas
Vagueando pela água fora
Olha de cima, altivo e sereno
Como um navio que na água mora.

E esta presença quase principesca
Namorando as pessoas que o apreciam
Faz-me lembrar que na alvura das penas
Se esconde o orgulho das almas pequenas...

E o cisne de neve
Revolveu-me o pensamento:
De que serve o branco da candura
Quando dentro da alma perdura
O orgulho e altivez segura
Que ao cisne serve de alimento?


Manuela Barroso, in "Inquietudes"
Imagem : Net

24 comentários:

Leninha disse...

Manu querida,

"Os infinitamente pequenos têm um orgulho infinitamente grande.
Voltaire"

E,infelizmente,é isto que se vê por aí,pessoas orgulhosas,cheias de si,ostentando penas de cisnes quando não passam de patinhos feios.

Lindo poema,Manu,parece-me ver o teu cisne a deslizar em um lago de beleza incomparável.
Bjssss e um fim de semana repleto de borboletas em tuas roseiras,

Leninha

Evanir disse...

A saudade,
é um sentimento que
com o tempo traz tristeza,
que com a alma traz esperança,
e que se apoia na amizade.
*Verônica Januário Luz*.
Eu me apoio na sua amizade para
continuar seguindo minha história .
Sua visita e seu carinho me ajuda
a transpor barreiras nesse momemto .
Deus sempre é mais forte que a angústia.
E ele esta sempre presente na minha vida
continuarei levando minhas visitas
da forma que me for possivel
de estar sempre presente .
Não devo e nem posso me isolar das
minhas amizades por ñ estar conseguindo teclar.
Pode haver muitos Amigos em nossas vidas, mais amizades verdadeiras
para mim é para sempre.
Por isso falar sobre problemas , meus sentimentos,
não da soluções para todos os problemas da minha vida, dúvidas ou medos,
mas me ajuda a viver mais feliz.
Agradeço de todo coração pela sua amizade
e seu carinho.
Estou triste por não ser compriendida
por levar cola nas minhas visitas.
Na próxima semana vou fazer uma postagem.
Não tenho duvidas ,que a pessoa que me aborrece tanto
vai sentir vergonha de si mesmo.
Foi esse o motivo do meu afastamento por uma semana
receber mais insultos .
A falta de instrução e educação infelizmente
não tem limites.
Não fique triste comigo por desabafar
ao fazer isso é porque tenho certeza da sua amizade e carinho por mim.
Desesejo um abençoado Final de Semana
paz e luz.
Beijos com saudades.
Evanir..
Seu poema diz tantas verdades.

mfc disse...

Nem tudo o que luz é oiro, lá diz o povo e tu disseste-o aqui de uma forma verdadeiramente poética... e linda!
Beijinhos,

Tatiane Salles. disse...

O mundo é mesmo cheio desses: Falta HUMILDADE!
Excelente reflexão.
Obrigada por compartilhar.


Te desejo uma excelente NOITE de sábado, um ótimo final de semana.
Grande abraço, Manu.
Tatiane Salles.

http://tatian-esalles.blogspot.com.br/

Att.

O Profeta disse...

Um sótão cheio de lembranças
Escrevi no pó palavras sem nexo
Retirei uma cartola de uma caixa de cartão
E senti ao toque o poder da ilusão

Ilusões…
Um cavalo de pau perdido ao carrocel
Uma estola de um bicho qualquer
Uma escultura talhada a cisel

Uma foto a preto e branco
De uma mulher sem rosto
Uma janela virada para nenhum lado
Uma traquitana a imitar o sol-posto

Bom fim de semana

Mágico beijo

Gracita disse...

Bom dia mina querida Manuela
A humildade é um sentimento infinitamente superior mas é preciso muita sabedoria para compreendê-lo. De nada nos serve o orgulho.
Desejo que o seu dia seja bonito
Que o sol aqueça seu coração
Que haja alegria no seu olhar
E paz no seu caminhar.
Um ótimo domingo pra você!
Beijokinhas com afeto
Gracita

Sandra Subtil disse...

Nem tudo o que parece é...
Belíssima forma de o cantar.
Beijinho

SOL da Esteva disse...

As aparências iludem. A altivez do cisne perdura, mesmo dando uma imagem magnífica.
Belo Poema, Amiga.

Beijos

SOL

Rui Pires - Olhar d'Ouro disse...

Preciosa combinação de um sublime poema com a foto do cisne!
Adorei!

DE-PROPOSITO disse...

E o cisne de neve
-------
Neve é branco, e branco é pureza..
---
Felicidades.
Manuel

Anne Lieri disse...

Manuela,mais um lindo blog e ficou maravilhoso esse cisne!Bjs e meu carinho,

rosa-branca disse...

Olá amiga, é verdade de que serve o fato se na maioria das vezes se apresentam nus tal como são orgulhosos e altivos. Adorei. Beijos com carinho

✿ chica disse...

Que maravilha,Manuela!! Adorei mais essa poesia!És demais!beijos,chica

Emília Pinto e Hermínia Lopes disse...

E as nossas almas sempre inquietas... tentando impedir que o negro que as rodeia não manche a brancura que todos os dias procuramos manter. É uma busca constante e difícil; o branco é suave...delicado e facilmente sucumbe ao poder que o preto tem. Mas...se soubermos misturar estas duas cores com equilibrio...com sensiblidade...colocando um pouquinho de preto ali...uma porção de branco acolá...saírá uma pintura agradável com toda a certeza.Tentar manter um equilibrio harmonioso nas cores dos nossos dias, conseguiremos seguir em frente, mais serenos...com algumas pequenas inquietudes apenas. Excelente, amiga! Adoro a maneira como falas da vida. Bem...para mim é sempre da vida que falas. Será?
Um beijinho
Emília

CLEMENTE GERMANO MULLER disse...

Boa noite querida amiga Manuela. Passando para ver tuas postagens, matar a saudades e te desejar uma ótima quarta-feira. Um grande beijo. FIQUE COM DEUS.

Sonhadora disse...

Minha querida Manuela

O poeta tem o condão de mesmo nas entrelinhas gritar o desassossego da alma...por ele e por tantos que não encontram as palavras para o dizer.
Como sempre és IMENSA.

Um beijinho com carinho
Sonhadora

Liz - Como as Cerejas da Minha Janela... disse...

Que beleza! mais uma pequena e singela obra prima em forma de poema... encantando a alma e coração...

Mas creio no patinho feio, que um dia, sem mais esperar, transforma-se em um belo cisne...! e assim há de ser...

Beijos, amiga querida!!! feliz de estar aqui, com voce...

ॐ Shirley ॐ disse...

Bonitas considerações, Manuela. O orgulho é um dos piores sentimentos. Para que alimentá-lo se, no fundo, somos todos iguais, feitos da mesma matéria e estamos no mesmo barco? Beijos!

Emília Pinto e Hermínia Lopes disse...

Olá Manuela. Mais uma vez estou confusa...já vi este lindo cisne branco...observei-o...e deixei a minha alma falar; será que falou ou só observou? Sabes que faço tantas visitas que às vezes posso me perder. Voltarei aqui para ver o que aconteceu. Beijinhos e até breve. Fica bem, amiga!
Emília

Eloah disse...

Querida, belo teu poema.As palavras me levaram a visualizar os cisnes brancos, lindos e soberanos "Como um navio que na água mora."
Tens o poder de trazer a imagem em palavras e sentimentos.Amei!
Deixo aqui meu carinho especial a você doce amiga. Bjs no coração Eloah

Gracita disse...

Oi amiga
Tem um mimo de amizade para você no
http://gracitamensagens.blogspot.com.br. O meu carinho para você doce amiga.
Tenha uma noite abençoada.
Beijinhos floridos
Gracita

Mallu disse...

Belíssima poesia, belíssima imagem.

MARIA DA FONTE disse...

Este poema faz parte daquele meu grande companheiro de viagem e de todas as horas vagas. Lindo, lindo
o teu livro, leio, releio...
beijinhos grandes

Pérola disse...

Aprecio a beleza externa dos cisnes,mas sei que são capazes de muita violência, tão própria dos animais selvagens. Não nos podemos iludir com as aparências.
Um beijo.