SEGUIDORES

quarta-feira, 20 de julho de 2011

Ternuras

Colhi-te
no berço da madrugada
e banhei-te
com as cores do sol nascente!
Arredondei
os braços nus e longos,
e abracei-te
num sorriso seguro e terno!
E apertei-te
no calor sereno do meu peito!
Sentei
a ternura no meu colo,
e desfez-se
 o teu cansaço...
E colhi
todas as flores do sol
 para enfeitar o teu dia.
Deitei-te
no horizonte
e repousei
o meu silêncio
com as cores da tarde que morria!
Teci a noite
com sonhos de lua cheia
 e sonhei-te
em campos de cetim...
E... acordei
para um novo dia que nascia!


Manuela Barroso  "Eu Poético III"
                                                            
                                                                                      

18 comentários:

joaquimdocarmo disse...

Querida amiga
Cheguei em boa hora, bem a tempo de ser "o primeiro" a encher o peito de prazer com a leitura deste belíssimo poema!
‎"Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós."
(Antoine de Saint-Exupéry)
Beijinho com amizade
Quicas

Leninha disse...

Amiga muito amada,no Dia do Amigo um poema de nosso Poetinha,o agradecimento por tua ternura de sempre,com tua poesia que nos traz o encanto de todas as flores do sol...

Ternura

Eu te peço perdão por te amar de repente
Embora o meu amor
seja uma velha canção nos teus ouvidos
Das horas que passei à sombra dos teus gestos
Bebendo em tua boca o perfume dos sorrisos
Das noites que vivi acalentando
Pela graça indizível
dos teus passos eternamente fugindo
Trago a doçura
dos que aceitam melancolicamente.
E posso te dizer
que o grande afeto que te deixo
Não traz o exaspero das lágrimas
nem a fascinação das promessas
Nem as misteriosas palavras
dos véus da alma...
É um sossego, uma unção,
um transbordamento de carícias
E só te pede que te repouses quieta,
muito quieta
E deixes que as mãos cálidas da noite
encontrem sem fatalidade
o olhar estático da aurora.
Vinícius de Moraes


Bjssssss e um perfume de sândalo para tuas mãos,
Leninha

mfc disse...

Um sonho lindo que se renovou afinal numa realidade!
Bonito... muito bonito!

Lis disse...

Ternuras tecidas e envolvidas num laço de amor sereno e belo.
Que os dias sejam sempre assim envolventes e ternos, como desejos em seus versos.
fica o abraço Manuela
da Lis

Dama da Noite disse...

Poema arrasador, palavras encantadoras, querida poeta. Não soube como te seguir, bem que eu gostaria. Parabéns pelo belo blog - venha conhecer o meu.

SOL da Esteva disse...

Manuela

Belíssimo Poema de um Dia eterno de Amor.
Não são tanto as palavras que marcam, mas o que os sentimentos exalam delas.
Soberbo, Amiga.


Beijo

SOL da Esteva
http://acordarsonhando.blogspot.com/

Leninha disse...

Querida amiga do meu coração,nossos blogs estão com sérios problemas de incompatibilidade,tenho postado comentários em todos e quando,hoje,fui comentar no seu,me aparece esta página:ENVIAR POSTAGEM POR E_MAIL,e obedientemente,estou a fazê-lo.Não sei realmente do que se trata..
Bjsssss apressados e,por favor,continue me acompanhando no facebook e por e_mails.Estou com a máquina de lavar à minha espera,daí a pressa.
Te gosto muuuuuuito,
Leninha

José Carlos Moutinho disse...

Puro encantamento nas palavras que sublimam o amor....

Evanir disse...

Não tenho medo,tenho fé
O fato de estar avisando na postagem
meus problemas é para evitar criticas
destruitivas como já aguentei.
E tudo que menos quero
é me afastar de vocês .
Até havia prometido a um grande amigo
não postar nada sobre problemas meus.
Como levo tudo muito a serio minhas amizades virtuais
que são mais que reais.
Me deixa ama-los como vocês merecem ..
Não quero me isolar magoar a mim mesma,
e pessoas querida.
Para quem não sabe existe uma campanha
na net contra levar cola nas visitas por esse
motivo me explico tanto.
Minha unica pergunta que fiz ao médico
se eu não poderia teclar após o procedimento
cirurgico..Ele disse que essa era a
unica coisa que poderia fazer depois de ter
explicado como iria usar meu teclado.
Como disse na postagem essa será a ultima
que fasso para dar explicações ..Se fiz isso foi por
não conseguir viver londe de vcs.
Deus abençoe o seu final de semana beijos
no coração,Evanir.

Moisés Augusto Gonçalves disse...

Lindo poema!

Menina no Sotão disse...

E eu aqui com os meus tumultos de dias e horas se acumulando e faltando sem poder permitir ao meu intimo esse suspiro gostoso que suas palavras me permitem. Eu confesso que já acordei muitas vezes para dias que não vinham de encontro a mim. rs


bacio carissima e uma linda semana para tua gentil alma

Fernando Santos (Chana) disse...

Belo poema...Espectacular....
Cumprimentos

Milla Pereira disse...

A felicidade é toda minha quando me visita e, mais ainda, qdo. venho aqui deleitar-me com teus versos, amiga! Ótima noite, bjks

Evanir disse...

Que a semana comece com o azul do firmamento,
O verde da esperança .
Que paz e o amor esteja presente em sua vida.
Não posso digitar tudo que sinto,
mais posso te afirmar que
minha amizade será para a eternidade.
Beijos no coração com infinito carinho e ternura,Evanir.
Amiga você é uma pessoa muito especial na minha vida.

Celso Mendes disse...

De uma suavidade e de um lirismo muito intenso este poema. Foi um agradável prazer retribuir tua visita em meu blog e conhecer tão belo espaço...

abraço!

Leninha disse...

Mui amada Manu,estou ainda preguiçosamente deitada,considerando um desperdício deixar de ver o mar e o sol brilhando lá fora...fico dividida,entre a preguiça e o sol...mas como todos dormem,espero mais um pouquinho,falo contigo e me deixo ficar.
A serviçal que me adora já falou:"Leninha,deixa este computador,vai para a praia..."
Mas está tão bom,no aconchego dos lençóis,num Rio de Janeiro sem calor,com uma brisa suave entrando pela janela...e estou de férias,não preciso ter culpas.
Vou agora ligar para meu irmão e saber se já está vindo.Os demais estão dormindo,até minha neta Ana Paula...
Bjssssssss,querida Manu.
Muito carinho,
Leninha

Evanir disse...

Muitas vezes não temos muito a oferecer,
ou repartir,mas enquanto existir palavras
que tragam de volta a esperança perdida nas longas
dificuldades da vida,
elas valerão mais do que do qualquer dinheiro ou bem material,
porque renovam a vontade de lutar
até encontrar soluções para nossos problemas.
Algumas palavras, nos momentos certos trazem de volta,
a vontade de viver e tem o poder de transformar
quem está quase desistindo.
Um beijo no coração para sempre sua amiga,Evanir.
Você é muito especial para mim..

tecas disse...

«Ternuras» tecidas de suaves e encantadoras palavras, num colher sublime de amor.
«E colhi
todas as flores do sol
para enfeitar o teu dia.
Deitei-te
no horizonte
e repousei
o meu silêncio
com as cores da tarde que morria!»
Por muitas palavras que eu possa escrever, serão insuficientes para retratar a beleza do poema.
Bjito amigo em seu coração.