SEGUIDORES

domingo, 13 de março de 2011

CAMINHANDO...

Caminhar!
Eis o intransitivo de cada dia, de todos os dias, quiçá o dia todo...
Estranha esta sensação...
Caminhamos sempre para algum lugar, em alguma direcção, algures no tempo e no espaço!
...E sempre pé ante pé, percorremos as horas dos dias muitas vezes à procura de nada ou de alguma coisa do nosso tudo...
...E preenchemos os nossos vazios nesta peregrinação contínua como se caminhássemos institivamente para uma chegada que tarda ou se esconde...
E de porto em porto...tentamos apanhar o barco que nos leva a outra margem...
...E atravessamos sentados estas águas, neste barco ,que nos aquieta, porque nos perdemos nas brumas esquecidas do nosso inconsciente...
...E aproveitamos para apascentar os nossos olhos nas águas verdes do nosso rio, do nosso mar!
...E o pensamento pousou no silêncio do Eu...onde o caminhar se interrompeu...
...E o tempo parou...
...Mas todas as travessias são um espaço entre margens...
Entre o Aqui e o Além...
Entre o Hoje e o Amanhã...
...E defrontamo-nos com o Agora...
E votamos a caminhar, percorrendo o nosso caminho...
...E a Vida é um contínuio caminhar entre espaços, neste tempo do nosso tempo, no nosso espaço, em direcção a um tempo futuro...
Chamam-lhe trabalho...
...Diria, sim, que é uma peregrinação metafórica colectiva...clandestina...inconsciente..à procura da Consciência Cósmica!
Meditações....
...Sensitivas...

5 comentários:

mfc disse...

Gostei deste diálogo entre ti e o teu sentir...!

Rui da Bica disse...

Olá Manuela
Passei para retribuir a visita e conhecer este Anjo Azul e à primeira vista chamou-me a especial atenção a magnífica escolha das fotos do blog.
Continuarei a passar ! :))
.

Elias disse...

nunca tinha pensado dessa forma a nossa linha diária, digamos que a nossa linha da vida!!!

belas palavras!

um abraço!
o/

joaquimdocarmo disse...

"O caminho faz-se caminhando", em constante disputa com o tempo - será tal desafio, apesar disso, intemporal?!... Ou "apenas" metáfora do "entre algo, alguém, algures"?!...
Beijinhos

Beatriz Bragança disse...

Querida Manu
As tuas meditações fazem muito sentido,pois temos mesmo um caminho a percorrer!
Umas vezes, caminhamos sem força e até temos tombado,como diz Maria Celeste«ora aqui, ora ali, e levantámo-nos esfacelados pela luta, desanimados pela falta de visão.» Mas. «quando o pensamento pousa no silêncio do Eu», reflectimos e vemos que vale a pena lutar,visto que é a nossa missão!
Obrigada por me fazeres pensar nesta caminhada.Pensar, contar até mil...para não fazer, ou dizer nada que não deva...
Um beijinho
Beatriz