SEGUIDORES

domingo, 20 de setembro de 2015

Escondes-te





 Panov Eduard

Escondes-te no bico das aves e no lume das águas.
O teu som penetra na sombra dos bosques
onde se difunde a harmonia.
A tua luz côa-se pelo filtro espesso
dos dedos da ramagem.
 
Tudo se esquece neste vale
onde a calma é o prelúdio da tua  música
cujas notas penetram também no seio da terra.

São ondas de êxtase acompanhando esta viagem
no murmúrio do silêncio fresco
que desperta as penas dos pássaros
no terraço da manhã.

A alegria esboroa-se no ar
em poalha de reflexos de luz
e na miragem de imagens ténues
no jade do orvalho.

Cai o pano do olhar
no veludo da erva vestida de vapores matinais.
O aroma cresce por entre campos de amoras.

Silencio o desassossego deste paraíso efêmero
e num sagrado deleite
me distancio
antes que outra sombra se deite.
 
E procuro outros vazios.



 Manuela Barroso , Antologia "Ventos do Norte"

12 comentários:

luís rodrigues coelho Coelho disse...

Já não sei comentar a beleza destes poemas.
As imagens criadas são maravilhosamente belas e criam uma imagem de movimento.
- Terraços da manhã
Votos de uma excelente semana.

Bob Bushell disse...

Beautiful poem, I love it.

Ana Freire disse...

Um bosque frondoso... calmo... sereno... fresco... acolhedor... onde sempre me perco... de admiração...
Assim são as suas palavras, Manuela...
Bjs, Manuela! Bom domingo!
Ana

ludu disse...

maravilloso

Elvira Carvalho disse...

Mais uma vez o seu talento se espraia pelos versos neste belo poema.
Gostei.
Um abraço e uma boa semana

Zilani Célia disse...

OI MANUELA!
NÃO ME CANSO, LER-TE, É SABER QUE VOU ENCONTRAR SEMPRE ALGO LINDO POR AQUI.
ABRÇS
-http://zilanicelia.blogspot.com.br/

Toninho disse...

É lindo estar em meio á beleza de sua poesia, viaja-se pelo seio da terra, entre florestas e cantos de pássaros e plaina em asas de cuitelinhos.
Lindo demais Manuela.
Aplausos sempre.
Meu carinho no abraço e bela semana para voce.

© Piedade Araújo Sol disse...

a inspiração na natureza, e saiu um belíssimo poema.
muito bem Manela.
boa semana
beijinho amigo
:)

Rui Pires - Olhar d'Ouro disse...

Bela "sinfonia" poética!
Uma boa semana.
bj

Jaime Portela disse...

Fiquei encantado.
Porque o teu poema é brilhante.
Obrigado por mais esta pérola poética.
Amiga Manuela, tenha um bom resto de semana.
Abraço.

Emília Pinto disse...

Procuramos vazios, neles nos escondemos para neles podermos acompanhar o som que parece vir do intímo da nossa alma ; é de lá que vem, com toda a certeza, mas só na calma desse vale, na " sombra dos bosques ", na harmonia da luz que se " côa pelo filtro espesso da ramagem " é que podemos entender o que procuramos para que a alma se aquiete e a alegria nos desperte no terraço de cada manhã. Não será por muito tempo, essa " quietude " mas o vale lá estará, o bosque também e nova viagem poderemos fazer, quem sabe desta vez àquele" campo de amoras "cujo aroma nos enebriará num " sagrado deleite ".
Como são necessários esses vazios, Manuela!!!. Beijinhos e obrigada pelo belo momento poético. Bom fim de semana, amiga!
Emília

AC disse...

Olhar com olhos de ver, sentir, fruir...
Muito bem, Manuela!

Um beijinho :)