SEGUIDORES

quarta-feira, 25 de maio de 2011

SIMPLICIDADES DE MAIO



Explode, mês de maio
Faz nascer também em mim
Uma flor cada dia
E canteiros de jasmim

Explode, mês de maio
Rebenta os nabos das flores
Faz dançar as folhas tenras
Faz também nascer odores

Explode, mês de maio
Também és mês de Maria
Mesmo aqueles que não crêem
Lembram, no sino, a alegria

E se palavras tivesse
Para explodir o que sinto
O mundo seria uma flor
Um jardim feito de amor
Neste canto tão faminto!

Manuela Barroso in "Eu Poético"

14 comentários:

Helena Chiarello disse...

Lindas, lindo, lindos!
As fotos, o poema, a inspiração e tudo isso junto!...
Que delícia, Manu! Amei as rosas! Especialmente a primeira e a última.. rss.. Perfeitas! Senti o aroma daqui, como se as palavras e as imagens conseguissem transportar, além das cores, os cheiros de coisas tão belas!

Pensando aqui... Se faz essas fotos com o celular, o que faria com uma câmera "profissional" na mão? rss... Sensibilidade é isso, minha amiga!
Um beijo colorido e um abraço, "perfumado" como essas rosas...

Que teu dia seja iluminado e lindo!

Meu carinho...

Sonhadora disse...

Minha querida

Que maravilha chegar aqui e deparar-me com tanta beleza, adorei e voltarei...senti aqui paz.

Beijinho
Sonhadora

mfc disse...

As tuas rosas cheiram à alma poética de quem tão bem as trata!

epee disse...

Um jardim poético num mundo cor de rosa... rosa!
Não basta escrever versos... é preciso exalar versos!

¬

SOL da Esteva disse...

Manuela

Chega a sentir-se o perfume das tuas Rosas. Lindo!

SOL da Esteva
http://acordarsonhando.blogspot.com/

Helena Chiarello disse...

Oie, Manu...
Volto aqui pra me deliciar com a beleza dessas rosas tão especiais... Pra colher as cores do carinho e sentir de pertinho o perfume da amizade e do querer bem...
Hoje (e ontem) foram dias de certa correria aqui.. rs... Te contei, minha filha passou esses dois dias com a gente, e pra curtir tudo o que a saudade mandava, deixei montes de coisas pra depois... Mas foi tão bommm! rsss

Um beijo grandão, querida amiga! E obrigada sempre pelo carinho, pelas coisas tão bonitas que você faz e pela tua presença tão gostosa e amiga!

Leninha disse...

Manu,amiga querida,lindo poema,lindas fotos e a meiguice com que escreves vêm trazer doçura e beleza para todos nós que usufruimos de tua amizade...e rosas,são sempre rosas,falam a linguagem do sentimento e te trazem para junto de nós.
Uma boa noite para ti e um fim de semana repleto de perfumes,de rosas e de jasmins.
Bjssssssssss,Leninha.

Anónimo disse...

Doce Amiga,

Que belas rosas.
Fico a imaginá-la a caminhar por entre as rosas inebriando-se com o perfume que delas emana ...
Até sempre
Um abraço especial

das Neves, I.

tecas disse...

Querida amiga Manu, a essência do perfume das flores, comungam com a essência perfumada das palavras, neste belíssimo poema de doçura impar.
Maravilha de post. Bjito amigo e uma flor.
Bem haja, por ser o ser humano lindo e raro que é:)

Emília Pinto disse...

Um poema lindo! Que bom seria se conseguissemos que o mundo fosse um jardim onde cada um de nós soubesse plantar uma linda flor e dela cuidar sempre com muito amor. Infelizmente, cuidamos pouco das flores e muito menos dos amores. Por isso o mundo está como está....apagado...triste...talvez abundem as flores, mas...murchas; há falta de quem as trate. Um beijinho e uma bela semana
Emília

Leninha disse...

Manu querida,suas rosas me fazem lembrar a cidade onde eu morava,antes de vir para esta região serrana do Rio.O nome dela é Barbacena,fica em Minas Gerais e é conhecida como Cidade das Rosas.Todo ano fazem por lá a festa das rosas e você ficaria encantada,amiga,com a variedade de cores e nuances,é difícil escolher a mais bela...Seu celular faria delicadíssimas fotos...Quando vier ao Brasil,iremos até lá.
Bjssssss,Leninha.

manuela barroso disse...

Ah ! Que saudades dos tempos em vos tinha mais pertinho ! Mas ainda estão no meu coração ! Obrigada !

Imaculada disse...

Que linda postagem, querida Manuela!
Sabe que senti saudades do meu blog.
Nem parece que dessa postagem se passaram cinco anos... Tempo! Nem é bom pensar muito! Grande abraço pra ti!

Beatriz Bragança disse...

Querida Manelinha
Depois de ler o poema, concluo, com facilidade, que as imagens são muito apropriadas!
Um hino a Maio, mês das flores, de Maria, do Amor, tudo dito por quem tem uma tremenda sensibilidade.
Um beijinho
Beatriz