SEGUIDORES

quarta-feira, 26 de maio de 2010

AMAR(RES)


Eterna fusão do amor, esta condição de amar!

Nestas múltiplas faces de afectos que devem unir toda a humanidade, confunde-so o amor com os amores! E se o amor faz parte do nosso imaginário adolescente, tantas vezes ora amargo ora inatingível, amar é viver para e com o outro!

Mas quer queiramos quer não, quando falamos em amor, nasce no nosso imaginário aquele primeiro olhar doce , meigo ,sedutor e inebriante do outro Eu que nós projectamos para além do tempo e quiçá do torvelinho que a vida nos vai tecendo...

...e conforme o relógio vai avançando, as memórias vão-se esbatendo, esfumando como núvens que não querem prender-se ao céu!

...mas a alma permanece viva,atenta, numa jovialidade quase pueril, quando as recordações batem à porta! E deparam-se todas as delícias que fazem da nossa mente um eterno salão de baile das nossas ideias! Mas os ideais...esses foram ficando presos ao fado que não pedimos para cantar!...

E ficamos presos a esse amor que nos tira uma parte da consciência, prostrando-nos, vergados

com o peso de tanto amar!

E ficamos sós, com uma auto-comiseração perante tanto afecto esbanjado!

E ficamos, por fim, rendidos a esta condição, por amar demais!

Mas eis que o Amar nos espreita, cansado de esperar por uma migalha que ainda exista no nosso

peito!

...e aí, nasce o Amor incondicional por todos e por cada um!

...aí nasce a verdadeira essência do Amor, porque espera pelo momento que ainda "sobrou",com calma, dignidade e paz! Sem ressentimentos nem explicações ...apenas recebe ,como a água fresca que inunda a lezíria da nossa alma!

E deixamos o torpor cego do amor que nos entorpeceu,envoltos numa concha!

E a lucidez da vida, vai-se encarregando da verdadeira tradução do Amor!

...porque ele é o rei dos afectos!

...porque ele é um filho do AMAR!

terça-feira, 18 de maio de 2010

Ele


Ele sempre fez parte da minha vida : Criança, adolescente, adulta ...e agora mais ,que naquele tempo em que a Rosa me contava os contos de fadas e duendes!

Ele sempre foi o meu refúgio quando as" noites "se tornavam longas demais...quando o caminho se tornava escorregadio e traiçoeiro...quando a voz se escondia no fundo das escarpas!

Ele sempre foi a outra face invisível, e por isso se tornava tão distante!

Ele tem um nome que me soa a Ternura, a Paz, a Luz, a Companhia, a Lealdade, A Amor incondicional!

Nas noites de Inverno é o meu aconhego, a minha ternura!

Nas noites de Outono, para uns é paz do sol desmaiado...para mim é tempo de reflexão: o verão que se despede e uma espécie de letargia que se vai instalando!

No Verão é a alegria do sol, do mar, dos rios e lagos onde a água é a rainha, é o fogo de artifício que cai em cataratas cantantes pousando nos rios e lagos!

Na Primavera, neste bendito mês de maio e de Maria, Ele é o expoente da Beleza e fecudidade da Terra...da alegria das aves, da cor que inunda montes e vales, do azul de céu lavado pelas chuvas do inverno...E como tudo parece tão intensamente natural...

...E o Mundo e o Universo nasceram por acaso , por um mero efeito big-bang...!-diz-se.

E quem foi o primeiro a dar o pontapé de saída e a dizer "faça-se!"Foi o encontro casual de X mais Y!!!

Nesta fase da minha vida apetece-me pensar o que a minha alma pensa! Sim ela também pensa!

Não me apetece interpretar cientistas que muito respeito. Nem ouvir hipóteses de milhões de anos que me oprime. Depois de uma vida a pensar para e pelos outros, quero enfim ter a paz dos meus sentidos ,a paz cândida e ingénua dos Anjos!

Ah! como somos orgulhosos! Perante a maravilha de tudo o que é Vida, e incapazes de decifrar tanta grandeza reduzimos tudo a uma equação matemática simples!

Mas eu Agora quero ouvir as cascatas desta Primavera, apreciar as minhas rosas, reclinar-me docemente no regaço do meu Criador , fechar os olhos e ouvir a voz do silêncio!

Ele, foi sempre a minha inquietação, o meu segredo mas também a minha Paz!

...e voltar à quietude porque o Silêncio é a Voz de Deus!


Ti amo!

domingo, 9 de maio de 2010

AGORA, Só


E eis-me no meu ponto de partida!

Eu, que me fixo como uma estrela no Agora, eis-me a sucumbir com o peso intenso, desmesurado do Hoje!

A vida repousa as suas mágoas ou nostalgias no Antes, deposita a sua esperança no Amanhã, para esquecer a amargura do AGORA...mas a angústia torna-se de tal forma presente, que esquecemos a paciência e doutrina de Buda, para nos incliarmos com reverência ,para este estado de alma inquietante, revoltado e inconformado do dia a dia monótono, contínuo, constante e miseravelmente rotineiro!

A solidão faz parte integrante deste estado de sítio..Sentada, de olhos abertos vejo só o fundo do mar que me dói! Abro os olhos e vejo -qual Petrarca - não as flores e os pássaros que fizeram as delícias da alma ontem, mas a sombra que arrepia e se adensa à tarde com o piar dos mochos!

Qual alma que deambula pela floresta da vida, também há dias em que a alma sai veloz à procura de paz e quietude!

Meu Mestre disse um dia ,não ser esquisita, mas sim Especial! Será?

Quando e como saberei este segredo ? Ah, como são estranhos os desígnios de Deus!

Entretanto...a alma vai-se apagando...pagando...sofrendo...a viver ...nesta minha cidade da vida!

Mas espero com a elevação que me foi transmitida, o despertar de uma nova aurora, em que, em vez de cantar o pôr plangente e melancólico - mas sempre belo- do sol, toque a trombeta da alvorada e que possa despertar desta letargia que oprime em vez de fazer renascer para um novo dia!

Boa noite tristeza!

Até amanhã alegria...



quarta-feira, 5 de maio de 2010

AGORA, sonhar


Sonhos!

Para uns são ideias e ideais que não passam de fantasias ou de loucuras, próprio de quem não pensa a sério na vida que nos esmaga a cada minuto. Para outros são catarzes e gritos do inconsciente.O Mestre Dr. Alberto Lopes, diz algo do género " O que não ouvimos durante o dia, grita por socorro à noite ".

E gritamos sempre.Com e sem som!

Mas não são os sonhos nocturnos, aqueles que me enfeitiçam! Serão antes os notívagos, aqueles que fazem de nós seres únicos, angélicos, celestiais!

Que nos fazem deambular nas noites perdidas pelo emaranhado da nossa alma! Que nos fazem pensar se somos de NÓS ou pertencemos a outro! Sim...aqueles que nos fazem sonhar, mas com os olhos da alma bem abertos!

Pois...importante mesmo é que sonhemos.Acordados! E então...deixar que os olhos se iluminem diante de uma paixão!A pele se arrepie diante de um Adónis!Ou mesmo um calafrio diante de um êxtase...maravilhoso!

E o que seria da Humanidade sem sonho? A alegria sucumbia à maravilha de criar.A monotonia

acarretava a tristeza da rotina. O Homem carregaria porventura o fardo de viver, sem as emoções...

Estendamos os nossos braços à vida! Envolvamos os sonhos nas núvens, na palma da nossa mão com a ternura e o enlevo de quem tem esse poder único de sonhar!

E então, agradeçamos ao Universo a dádiva de mais um sonho, para cada dia das nossas vidas!

Porque"O homem é um livro vivo, em que Deus, com a sua mão, escreveu o Seu pensamento!"

Bons sonhos, menina!