SEGUIDORES

terça-feira, 18 de maio de 2010

Ele


Ele sempre fez parte da minha vida : Criança, adolescente, adulta ...e agora mais ,que naquele tempo em que a Rosa me contava os contos de fadas e duendes!

Ele sempre foi o meu refúgio quando as" noites "se tornavam longas demais...quando o caminho se tornava escorregadio e traiçoeiro...quando a voz se escondia no fundo das escarpas!

Ele sempre foi a outra face invisível, e por isso se tornava tão distante!

Ele tem um nome que me soa a Ternura, a Paz, a Luz, a Companhia, a Lealdade, A Amor incondicional!

Nas noites de Inverno é o meu aconhego, a minha ternura!

Nas noites de Outono, para uns é paz do sol desmaiado...para mim é tempo de reflexão: o verão que se despede e uma espécie de letargia que se vai instalando!

No Verão é a alegria do sol, do mar, dos rios e lagos onde a água é a rainha, é o fogo de artifício que cai em cataratas cantantes pousando nos rios e lagos!

Na Primavera, neste bendito mês de maio e de Maria, Ele é o expoente da Beleza e fecudidade da Terra...da alegria das aves, da cor que inunda montes e vales, do azul de céu lavado pelas chuvas do inverno...E como tudo parece tão intensamente natural...

...E o Mundo e o Universo nasceram por acaso , por um mero efeito big-bang...!-diz-se.

E quem foi o primeiro a dar o pontapé de saída e a dizer "faça-se!"Foi o encontro casual de X mais Y!!!

Nesta fase da minha vida apetece-me pensar o que a minha alma pensa! Sim ela também pensa!

Não me apetece interpretar cientistas que muito respeito. Nem ouvir hipóteses de milhões de anos que me oprime. Depois de uma vida a pensar para e pelos outros, quero enfim ter a paz dos meus sentidos ,a paz cândida e ingénua dos Anjos!

Ah! como somos orgulhosos! Perante a maravilha de tudo o que é Vida, e incapazes de decifrar tanta grandeza reduzimos tudo a uma equação matemática simples!

Mas eu Agora quero ouvir as cascatas desta Primavera, apreciar as minhas rosas, reclinar-me docemente no regaço do meu Criador , fechar os olhos e ouvir a voz do silêncio!

Ele, foi sempre a minha inquietação, o meu segredo mas também a minha Paz!

...e voltar à quietude porque o Silêncio é a Voz de Deus!


Ti amo!

3 comentários:

Anónimo disse...

Olhar o Universo confunde-me
Meditar sobre a vida, inquieta-me
Pensar que serei pó, dói-me
Dizer que sou eterna...acalma-me!
Assim, prefiro ser feliz por um momento
Ouvir da alma o som do Alto
E dormir calmamente neste Vale!
F.C.

Anónimo disse...

Não é fácil contornar os dogmas da fé, mas ao passear por aqui, não pude deixar de marcar uma presença, uma posição.
Nestes tempos tão conturbados, tão consumistas, tão materialistas, ainda bem que existe quem exponha sentimentos de comunhão com Deus!
Bem haja!
Ah, e aprecio as suas ideias, sua sensibilidade literário-poética!
A.J.

Beatriz Bragança disse...

Querida Manu
ELE é TUDO! E o princípio de TUDO!
Está no horizonte que contemplamos, nas árvores que vemos, nas flores em que tocamos e cujo perfume nos inebria, no ar que respiramos, na luz que nos ilumina, no mundo ao nosso redor.
Entretanto, TUDO o que vemos e temos é tão bem descrito por ti! Um texto de uma riqueza literária ímpar, pelo que te felicito.
Podias(acho mesmo que devias) reeditar estas maravilhas,porque poucas pessoas as leram.Pensa nisto com muito carinho.
Agora o teu blog é muito mais conhecido.
Beijinhos
Beatriz